"Somos todos viajantes de uma jornada cósmica - poeira de estrelas, girando e dançando nos torvelinhos e redemoinhos do infinito. A vida é eterna. Mas suas expressões são efêmeras, momentâneas, transitórias. " Deepak Chopra

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

2017 - Inicio de um ciclo de 36 anos para a Humanidade

Mandala feita por Rose Vilanova

A vida acontece em ciclos; dia/noite/dia; primavera/verão/outono/inverno/primavera; lua nova/crescente/cheia/minguante/nova.... Tudo na vida tem um começo meio e fim para novamente começar.

Para a Astrologia o mundo é governado, de 36 em 36 anos, por um planeta (Sol e Lua inclusos). 

De 1981 a 2016 estivemos sob o domínio do Sol, agora, em 2017 entraremos em um ciclo regido por Saturno.

Recapitulando um pouquinho, nesse período do Sol, sem sombra de dúvidas vivemos tempos de centralidade e individualidade, foram tempos em que terapias de autoconhecimento explodiram em número e procura. O Sol tem a ver com a criança e as terapias de apelo ao resgate da nossa criança interior foram bastante valorizadas. Se quiser saber mais sobre esse período, recomendo a leitura do artigo:  2016 - UM ANO DE TÉRMINOS
Em termos mais políticos e sociais, o Sol significa os líderes e os governantes e creio que a morte de Fidel Castro no último ano do ciclo do Sol é bastante simbólica no que diz respeito ao culto a um governante. Nessa esteira, podemos dizer que nesse período muitos líderes carismáticos e populistas tiveram seu apogeu o que, agora, com o fim do ciclo do Sol, podemos também assistir às suas quedas.

 O culto narcísico à pessoa irá aos poucos dando lugar a uma mentalidade de mais reserva, responsabilidade pelos atos praticados e maior autocrítica. O Sol, como centro do sistema representa mais exposição, porém sem tanto critério. É mais o aparecer pelo aparecer e não necessariamente por qualidades excepcionais. Não estou com isso querendo dizer que todas as pessoas que brilharam nesse período são inconsistentes e de pouco valor moral, intelectual e artístico, mas que muito joio veio junto com o trigo isso é indiscutível. São aquelas pessoas que têm fama rapidamente, mas também caem no esquecimento em pouco tempo. Podemos dizer que foi um período onde os falsos valores obtiveram seu lugar na ribalta e por isso pouco tempo duraram. Os tais quinze minutos de fama.

O último período de Saturno, vivido pela humanidade aconteceu entre de 1765 a 1800; época marcada pelo surgimento de grandes pensadores, reconhecimento da ciência e também por muitas revoluções e revoltas populares contra o sistema de governo de seus países. Sim, Saturno significa as estruturas estabelecidas e sólidas e por isso, os sistemas de governo. Já estamos percebendo isso acontecer pois sempre um ciclo que está por vir já mostra seus sinais no final do ciclo anterior.

Portanto, podemos esperar nesse período muitos questionamentos sobre os sistemas de governo e de mando. Estruturas serão questionadas. Inventaremos um novo modelo de governança, que substitua os atuais? Não é nada difícil de que isso aconteça.

No ciclo que se inicia a humanidade perceberá que a busca da felicidade através da realização do ego e seus desejos infantis - vivida nos 36 anos sob o domínio do Sol - não nos fez mais felizes  (talvez até nos tenha tornado mais infelizes). Assim, em oposição ao excesso, buscaremos a contenção, a obediência a uma sabedoria superior, mais sublime, mais espirital, que possa nos trazer mais maturidade e responsabilidade coletiva.
Austeridade, compromisso, responsabilidade, obediência às regras, limites, frugalidade, renúncia e seriedade são as prerrogativas de Saturno.

No período do Sol a criança teve seu auge de valorização, agora serão os velhos que serão mais valorizados, não apenas os velhos humanos, mas também os velhos costumes, conceitos e a sabedoria antiga. Sim, o sentimento de que aquilo que é moderno (o que vem depois) é sempre melhor do que o que passou tende a ser questionado e, provavelmente, nos voltemos para o passado e para aquilo que deu certo para ser retomado, ou errado, para não se repetir o erro.

Nós que estamos acostumados a maior liberdade de autoafirmação poderemos ficar apavorados com aquilo que está por vir mas, verdadeiramente, não é o caso. Na roda da vida o excesso sempre vem sucedido pela contenção eliminando aquilo que foi prejudicial. “A quantidade estraga a qualidade.”

Mas, afinal, como será 2017? Aí depende. Para aqueles que esperam mais responsabilidade, mais amadurecimento da humanidade, menos individualismo e mais austeridade será um bom ano. Para os mais, digamos, mimados pela sorte, pode ser um ano não tão bom pois muita maturidade lhes será exigida.


Dentro do período de trinta e seis anos, cada ano é sub-regido por um planeta específico, no caso de 2017, início de ciclo, o ano será sub-regido também por Saturno, portanto um ano bastante saturnino, de muita austeridade e até de punição dos excessos e de regras enérgicas de contenção de desmandos.

Na tabela abaixo, o período de Saturno e os anos sub-regidos pelos planetas (Sol e Lua inclusos)




https://astrologiaearte.blogspot.com.br/2016/12/a-vida-acontece-em-ciclos-dianoitedia.html