"Somos todos viajantes de uma jornada cósmica, poeira de estrelas, girando e dançando nos torvelinhos e redemoinhos do infinito. A vida é eterna. Mas suas expressões são efêmeras, momentâneas, transitórias." Deepak Chopra

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Contribuição do Pai Olavo Solera para o Fórum Internacional Permanente

http://religiaoediversidade.blogspot.com/2011/12/contribuicao-do-pai-olavo-solera-para-o.html


SEXTA-FEIRA, 23 DE DEZEMBRO DE 2011

Contribuição do Pai Olavo Solera para o Fórum Internacional Permanente



Como já é comum à minha pessoa, quando preciso escrever sobre um tema, busco na etimologia da palavra a tradução da mesma, e melhor, o caminho que devo trilhar.

A palavra DIVERSIDADE , do latim DIVERTERE, significa: "voltar-se em diferentes direções",   DIS = "para o lado" e VERTERE = "virar-se".

Desta forma meus amigos, ao sentar para escrever este texto sobre a diversidade nas religiões afro-brasileiras, deparei-me com duas vertentes que vivem em mim:  a do discípulo praticante, e a do acadêmico - teólogo.

Ao  olhar para estas diferentes situações, reconheci  em mim  a diversidade,  e se existe em mim, existe fora de mim. Sendo assim, o mesmo respeito que tenho para comigo passo a ter com os demais, sejam diferenças econômicas, sociais ou religiosas.

Acredito que isso é olhar para diferentes direções, sem pré-conceitos, sem discriminações, reconhecendo que as próprias religiões afro-brasileiras  mostram-se diversas em seus Cultos de Nação, as vertentes da Umbanda, o Catimbó, o Terecô, o Xambá, o Tambor de Mina, o Babassuê, o Batuque e muitos outros.
Minha vivência nas religiões afro-brasileiras inicia-se com Pai Rivas - Mestre Arhapiagha em 1979, e continua até hoje.

Iniciado por ele em 1983, caminho por esta estrada há 34 anos. Foi ele que me ensinou a reconhecer o diferente como algo bom, e se é bom tem que ser para todos.

Desta forma a diversidade nas religiões afro-brasileiras passaria a ser reconhecida pelas constantes ressignificações e mudanças,  tal qual a vida.

O respeito incondicional levará a todos à substituir o EU pelo NÓS, e quando chegar este dia  Orixá, Ancestral , Natureza e Homem, serão uma só unidade...

Mestre Ygbere
Discípulo de Pai Rivas - Mestre Arhapiagha


Nenhum comentário: