"Somos todos viajantes de uma jornada cósmica, poeira de estrelas, girando e dançando nos torvelinhos e redemoinhos do infinito. A vida é eterna. Mas suas expressões são efêmeras, momentâneas, transitórias." Deepak Chopra

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

I Encontro Estadual Mulheres de Axé do Rio de Janeiro

Mãe Beata de Iemanjá, Makota Valdina e Mãe Meninazinha de Oxum no seminário nacional, Rio de Janeiro
O I Encontro Estadual Mulheres de Axé do Rio de Janeiro será realizado pela Rede Nacional de Religiões Afro-Brasileiras e Saúde, nos dias 21 e 22 de fevereiro de 2011, no município do Rio de Janeiro, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro. 
O evento tem como objetivos: contribuir para qualificar o ativismo das mulheres de terreiro, fortalecer e ampliar a participação das mulheres nos espaços de defesa dos direitos humanos e do controle social de políticas públicas.

Público: Mulheres de terreiros do Estado do Rio de Janeiro, Gestores de saúde e da promoção da igualdade racial

Local: Arcos Rio Palace Hotel
Avenida Mem de Sá 115 - Lapa - Centro/ RJ
Equipe de organizaçao:

Mãe Nilce de Iansã, Mãe Torody de Ogum, Mãe Tânia de Iemanjá, Mãe Lúcia de Oxum, Vilma de Oyá, Mãe Dadá, Bartira de Ossain 

Secretaria-executiva:
Pai Renato de Obaluaiê, Pai Celso de Obaluaiê, 
Babá-egbé Adailton de Ogum e Pai Edilson de Omulu

Conselheiras: 
Mãe Beata de Iemanjá e Mãe Meninazinha da Oxum

Coordenação-geral: Ogan Marmo de Oxossi

Fotografia: Luciana Kamel e Marmo 

Agradecimentos: 
- Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro/Gerência de DST/Aids, Sangue e Hemoderivados
- Criola
- Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde
- Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde
Informações no seminariorede2010@yahoo.com.br 

DOMINGO, 6 DE FEVEREIRO DE 2011


Inscrições no Encontro Mulheres de Axé

As inscrições para o Encontro Mulheres de Axé do Rio de Janeiro encerram-se no dia 11 de fevereiro. É importante enviar todos os dados da ficha de inscriçao para o e-mail: seminariorede2010@yahoo.com.br 

Aviso importante: O encontro nao arcará com despesas de lanches, transporte e hospedagem. Todas as despesas serão por conta das pessoas inscritas.

A Comissão Organizadora

O que as mulheres acharam do encontro?

Para mim a palavra que sintetiza esse encontro Mulheres de Axe foi  fortalecimento, para nos esse foi o ponto central desse encontro. O encontro permitiu fortalecer a auto-estima, as trocas de experiencias, e perceber que nao estamos sozinhas nessa luta. Ainda temos muito o que fazer mas lembro que muitos passos foram dados. 
A Rede Nacional de Religioes Afro-Brasileiras e Saude merece elogios pois possibilitou que pudessemos nos encontrar, falar do nosso jeito, o jeito da tradicao. As expositoras tambem conseguiram falar sem aquelas palavras muito tecnicas que acabam ficando chatas e a gente nao consegue entender. E eu acho que nos mulheres  aproveitamos muito bem esse tempo e espaco. Estamos todas de parabens.


O encontro foi um presente para mim. Foi a primeira vez que sai de Porto Velho. Imaginem voces, eu nunca tinha visto o mar, isso mexeu comigo, fiquei emocionada. É bom conhecer pessoas de outros estados para trocar experiêncais , saber sobre o que as mulheres estão realizando com tanta dificuldade, encontrando saídas para desenvolver suas ações e o melhor de tudo é saber que náo estou sozinha nessa luta(Mãe Hostia - Porto Velho/Rondônia).

Temos que retornar para o nosso caminho, voltar a fazer as reuniões nos terreiros e continuar nos encontrando como fazíamos antigamente. É muito importante a informação e vejo que nos outros estados tem muita açao e o Rio de Janeiro precisa ficar também fortalecido. Temos que continuar levando esse trabalho para o nosso povo(Mãe Beata de Iemanjá - Nova Iguaçu/Rio de Janeiro).

Eu gostaria de elogiar a organizaçao do evento, pela tranquilidade e harmonia desse encontro. Eu já estou com saudades e acho que seria importante a realizaçao de outros encontros como esse para trocarmos experiências pois as  mulheres saem fortalecidas. Reunimos forças para dar continuidade as nossas lutas e atividades locais(Mãe Jorgina - Magé/Rio de Janeiro).

Para mim o mais importante foi o acolhimento e o carinho que esse encontro nos oportunizou. Volto para casa fortalecida, com muita bagagem pois aprendi muita coisa. Vou exigir meus direitos e continuar batendo na porta do SUS para que o povo de axé possa ser atendido com dignidade e respeito(Mãe Omin -  Londrina/Paraná

Eu sinto que estamos crescendo cada vez mais e juntando mais gente em torno desses temas. O Mulheres de Axé aqui no Rio teve discussões bem interessantes que nos permitiram ficar melhor informadas sobre temas que enfrentamos em nosso dia a dia. É bom saber que juntas podemos pensar  soluções para nossos  problemas. Ainda temos muito o que conquistar(Mãe Tânia de Iemanjá - Todos os Santos/Rio de Janeiro)

Eu pensava que estava sozinha mas a Rede me integrou a outras mulheres e me proporcionou momentos de felicidade por saber que ainda é possível mudar muitas coisas. Mulheres de Axe tem subido todo o ano a Serra da Barriga no dia 20 de novembro, mas a grande novidade foi a conquista de um espaco permanente para a Barraca da Saúde da Rede Nacional de Religões Afro-Brasileiras e Saúde, na Serra da Barriga. Penso que podemos fazer um encontro como esse em Maceió e vamos juntar mais mulheres e crescer, mas crescer muito.(Mãe Neide - Maceio/Alagoas).


Nenhum comentário: