"Somos todos viajantes de uma jornada cósmica, poeira de estrelas, girando e dançando nos torvelinhos e redemoinhos do infinito. A vida é eterna. Mas suas expressões são efêmeras, momentâneas, transitórias." Deepak Chopra

quarta-feira, 30 de março de 2011

Seminário discutirá racismo e Políticas Públicas no Brasil


O Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) em parceria com a Universidade de Brasília realiza, nos dias 30 e 31 de março, o “Seminário Racismo, Igualdade e Políticas Públicas”. O evento contará com alguns dos principais especialistas da área e, além de tratar das desigualdades e do racismo enfrentado pelos brasileiros, tem como objetivo discutir temáticas como: cotas, ações afirmativas, Estatuto da Igualdade Racial, comunidades quilombolas, modelo de desenvolvimento e racismo institucional à luz de experiências internacionais e também da atuação do Estado brasileiro.
O racismo é um dos principais fatores estruturantes das injustiças sociais que acometem a sociedade brasileira e, conseqüentemente, é a chave para entender as desigualdades sociais do Brasil. Metade da população brasileira é negra e a maior parte dela é pobre. As inaceitáveis distâncias que ainda separam negros de brancos, em pleno século XXI, são visíveis nas relações diárias e se refletem nos acessos desiguais a bens e serviços, ao mercado de trabalho, ao ensino superior bem como ao gozo de direitos civis, sociais e econômicos.
Um dos principais desafios do evento é discutir as desigualdades raciais à luz das políticas públicas do estado brasileiro. Não é mais possível falar em crescimento e em modelo de desenvolvimento da sociedade brasileira sem enfrentar a forma desigual como os vários grupos sociais se apropriam dos frutos desse desenvolvimento. O debate sobre desigualdades e racismo na sociedade brasileira tem se ampliado, mas é fundamental que essa reflexão vá além de medidas pontuais, como cotas raciais, e passe a explorar as potencialidades de outros meios de promoção da igualdade e combate ao racismo.
Outro propósito do Seminário é discutir o futuro da Agenda de Durban, seu recente processo de revisão e as tentativas de construção de uma convenção Interamericana de combate ao racismo e as discriminações. Além disso, influenciar o debate público nacional e, em especial, a formulação do próximo Plano Plurianual (PPA) do governo federal, que está em andamento é outro objetivo do evento.
30 de março
Manhã
9h30 às 10h – mesa de abertura
10h às 11h30 – Conferência Inaugural: Desafios para o Combate ao Racismo e Construção de Políticas Promotoras da Igualdade
Palestrante: Sueli Carneiro (Geledés – Instituto da Mulher Negra)
11h30 às 12h30 – debate
Tarde
14h às 15h30 – mesa Democracia, Modelo de Desenvolvimento e Racismo
Palestrantes: Luciana Jaccoud (MDS), Sales Augusto dos Santos (UNB)
Coordenação: Nelson Inocêncio, nonono do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros – Neab/UNB
15h30 às 17h30 – debate
18h às 20h – Coquetel de lançamento de publicações

31 de março
Manhã
9h30 às 10h – mesa Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial
Palestrante: Rosana Heringer (UFRJ), Ricardo Henriques (UFF), Valter Silvério (UFSCAR/SP)
Coordenação: Joaze Bernardino Costa (UNB)
11h30 às 12h30 – debate
Tarde
14h às 16h – mesa Participação e Poder
Palestrantes: Eliana Magalhães Graça, pesquisadora do Inesc, Ollie Johnson (Wayne State University), Paula Balduino de Melo (UNB), Jurema Werneck (Criola)
Coordenação: Coordenação: Atila Roque, Inesc
16h às 17h30 – debate e encerramento


Leia materia completa: Seminário discutirá racismo e políticas públicas no Brasil - Portal Geledés 

Nenhum comentário: