"Somos todos viajantes de uma jornada cósmica, poeira de estrelas, girando e dançando nos torvelinhos e redemoinhos do infinito. A vida é eterna. Mas suas expressões são efêmeras, momentâneas, transitórias." Deepak Chopra

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Os evangélicos e Dilma


Por Homero Pavan Filho
Contra boatos, Dilma vai lançar ‘carta aberta’ aos brasileiros, diz Crivella Candidata do PT reuniu 51 líderes evangélicos em Brasília nesta quarta.

Candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, durante reunião com líderes evangélicos, nesta quarta-feira (13). 
Pastores gravaram participação no programa de TV da candidata.
Robson Bonin Do G1, em Brasília
 Candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, em
reunião com líderes evangélicos nesta quarta (13).
(Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil)

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, reuniu nesta quarta-feira (13) 51 líderes evangélicos em Brasília para reafirmar seu compromisso com questões apoiadas pelos religiosos e acertar a redação de uma “carta aberta” aos brasileiros na qual a candidata irá abordar temas como o aborto, casamento homossexual e liberdade religiosa no país. O documento deve ser divulgado até sábado (16). A assessoria da candidata, porém, não confirma a existência da carta.
Segundo o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), no encontro com os líderes evangélicos, Dilma pediu empenho na luta contra os boatos. Crivella disse que Dilma irá divulgar uma carta com as suas intenções e os líderes evangélicos também irão redigir um documento de apoio à candidatura petista.
“Ficou acertado que a ministra [Dilma] iria reafirmar os seus princípios em uma carta aberta à nação. E que nós também iríamos fazer outro manifesto de apoio a sua candidatura convencidos desses princípios que ela, juntamente conosco, concorda em preservar na sociedade brasileira”, disse o senador.
saiba mais
Ainda de acordo com Crivella, a petista fez um chamado para que todos os pastores ajudem a divulgar a carta. “A essa altura do processo eleitoral, é muito importante o testemunho dos líderes. É muito importante que cada líder que conhece a ministra possa levar isso aos seus liderados”, afirmou.
O documento, que será assinado por Dilma, vai abordar questões polêmicas como aborto, e casamento homossexual, adoção de crianças por casais homossexuais e drogas. “A ministra reafirmou as posições que ela já tomou desde o início da campanha. Temos que ter estratégia de mídia para que essas posições cheguem naqueles que têm dúvidas. Casamento homossexual, adoção por casais por homossexuais, a questão das drogas, prostituição, descriminalização do aborto, enfim, essas coisas preocupam os católicos e evangélicos", disse Crivella.
Presidente da Igreja Presbiteriana, o pastor Guilhermino Cunha afirmou que a campanha da petista gravou imagens dos líderes evangélicos com Dilma e depoimentos de alguns pastores que serão exibidas no programa da candidata na TV. “Ela vai partir para um discurso muito mais propositivo e com um sorriso e uma visão de vitoriosa. O posicionamento dela é pró-vida”, disse Cunha ao deixar o encontro.

Nenhum comentário: